PMA fiscaliza embarcações de pesca e aprende petrechos ilegais no Rio Paranaíba

Policiais militares ambientais de Aparecida do Taboado realizaram fiscalização preventiva, desde ontem pela manhã e hoje (9) no Rio Paranaíba e afluentes para prevenir a pesca predatória, principalmente com uso de petrechos ilegais do tipo rede.

Durante a operação, 14 embarcações foram fiscalizadas e todos os pescadores praticavam a pesca legalmente, porém, ontem (8) no final da tarde, enquanto fiscalizava o rio Paranaíba, a equipe avistou dois pescadores utilizando tarrafas (petrechos proibidos) à margem do rio, nas proximidades de uma mata.

Os pescadores que praticavam a pesca predatória fugiram pela mata com a aproximação dos Policiais e não foram capturados. Três tarrafas e mais três redes, medindo 200 metros, que tinham sido escondidas pelos elementos na mata foram apreendidas.

A PMA continuará em fiscalização preventiva, fundamental para evitar a depredação dos cardumes, especialmente com uso desses tipos de petrechos ilegais que possuem alto poder de captura. Se identificados, os pescadores responderão por crime ambiental de pesca predatória. A pena para este crime é de um a três anos de detenção. Há também previsão de multa administrativa de R$ 700 a R$ 100.000,00.

Mais notícias