PMA autua homem por manter aves silvestres ilegalmente em cativeiro

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Cassilândia, cidade a 436 quilômetros de Campo Grande, autuou homem de 49 anos em R$ 2,5 mil por manter aves silvestres ilegalmente em cativeiro
Policiais realizaram atendimento de denúncia, de que um homem mantinha várias aves silvestres dentro de gaiolas em sua residência, na cidade. A equipe foi ontem (4) à residência e encontrou 5 gaiolas, contendo uma ave em cada uma.

Dos cinco pássaros silvestres, três eram da espécie Curió e dois Canários-da-Terra. As aves possuíam anilhas, porém, o denunciado informou que as aves foram adquiridas de outro criador. No momento da fiscalização o infrator não apresentou a autorização ambiental para a criação. As aves com as gaiolas foram apreendidas.

O infrator (49), residente em Cassilândia, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil e responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.500,00. Os pássaros serão encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

A pessoa que vendera as aves também será notificada, tendo em vista que até a movimentação de animais legalizados precisa de autorização do Imasul.

Mais notícias