Pescadores são presos e acampamento é desmantelado com 9 kg de pescado

Uma espingarda de calibre 32 também estava no acampamento

Durante a operação Padroeira do Brasil deflagrada na última semana pela PMA (Polícia Militar Ambiental), um acampamento no município de Sete Quedas, distante a 484 quilômetros de Campo Grande, foi desmantelado e pelo menos três pescadores, de 37, 40 e 42 anos foram presas por realizarem pesca predatória.

No acampamento, os militares apreenderam tudo o que havia no acampamento dos infratores. Nele estavam 9 kg de pescado, 23 anzóis de galho, três redes de pesca, três espinhéis com 15 anzóis cada, um barco e um motor de popa. Além de todos os apetrechos, uma espingarda de caça calibre 32, com três munições e sem documentação também foram apreendidas.

Os pescadores e o material apreendido foram encaminhados até a delegacia de Sete Quedas, e prontamente autuados pelo crime ambiental de pesca predatória com pena prevista de um a três anos de detenção. Um dos pescadores que assumiu ser dono da espingarda responderá também por porte ilegal de arma, podendo pegar de dois a quatro anos de reclusão.

A multa para cada um dos infratores pela pesca predatória é de R$ 760 e o pescado passa por perícia e posteriormente, será doado para instituições filantrópicas.

Mais notícias