Pecuarista que deixou filha de 9 anos sozinha e deu tiros para o alto paga fiança e é solto

Valor da fiança foi de cinco salários mínimos

O pecuarista de 48 anos que saiu para beber com amigos, deixou a filha de 9 anos sozinha em casa e depois deu 13 tiros para o alto teve liberdade provisória concedida após pagamento de fiança no valor de cinco salários mínimos.

O pecuarista passou por audiência de custodia na manhã nesta segunda-feira (28), onde a justiça converteu a prisão em flagrante em liberdade provisória mediante pagamento de fiança. O valor estipulado foi de R$4.770.

A ação que resultou na prisão do pecuarista contou com apoio do Batalhão de Choque e Bope (Batalhão de Operações Especiais). Na madrugada do último sábado (26), o autor saiu para beber com amigos e a namorada e deixou a filha de 9 anos sozinha em sua casa na Rua da Paz, em Campo Grande.

Nesse bar, ele teria atirado 13 vezes para o alto, com uma pistola calibre 9mm, depois desses disparos feitos em frente ao bar que fica na Rua Rio Grande do Sul, ele foi para casa e se trancou com a filha de 9 anos. A Polícia Militar foi acionada e percebeu que havia movimentação no quarto da casa. O autor percebeu a chegada da Polícia e logo apagou as luzes.

Os policiais do 1° Batalhão da Polícia Militar decidiram acionar o Batalhão de Choque, que também fizeram contato com o autor, mas o mesmo não saiu da casa. Como ele não atendia as ordens dos policiais e estava armado e com uma criança, foi chamado reforço do Bope (Batalhão de Operações Especiais) para negociarem sua saída. A porta do quarto precisou ser arrombada, ele foi preso e a criança atendida por uma unidade do Corpo de Bombeiros que aguardava na frente da casa.

O pecuarista estava com uma pistola calibre 9mm, de uso restrito, um carregador e duas munições intactas. De acordo com informações policiais, ele começou a atirar sem nenhum motivo aparente, apenas pelo fato de estar bebendo com os amigos.

Mais notícias