Para não ser levada para UPA, irmã de paciente faz barraco com bombeiros em mercado

Mulher não tinha plano de saúde e não queria ser atendida em hospital público

Militares do Corpo de Bombeiros registraram boletim de ocorrência após serem desacatados durante um atendimento na noite desta terça-feira (12) dentro de um hipermercado, localizado na rua Maracaju, em Campo Grande.

De acordo com o relato, os bombeiros foram acionados para atender uma ocorrência de queda da escada rolante dentro do hipermercado. Durante o atendimento, a paciente disse que não queria ir para um hospital público, porém a equipe informou que o procedimento era informar a central de regulação para fazer o encaminhamento, porque ela não tinha plano de saúde.

Em seguida, a irmã de 55 anos passou a desacatar a equipe e perturbar o trabalho dos bombeiros. Ela se negou a passar a identificação, dizendo que a equipe não prestava e ‘jogava pacientes ao chão’ em vários atendimentos.

A mulher também disse que chamaria um coronel da PM, pegaria o nome da equipe para passar para o prefeito e imprensa, dizendo que os bombeiros haviam se negado a fazer o atendimento.

Diante do fato, os bombeiros decidiram registrar a ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. O caso foi registrado como perturbação do trabalho ou do sossego alheio, recusa de dados sobre própria identidade e desacato.

Mais notícias