Operação apreende 830 kg de carne estragada e prende dois comerciantes

Forças de segurança se mobilizaram em ação realizada na fronteira com o Paraguai

Operação entre a Polícia Civil, Polícia Militar, Batalhão de Choque, de Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Vigilância Sanitária Municipal terminou com a apreensão de 830 quilos de carnes impróprias para consumo em Antônio João, na fronteira com o Paraguai, a 303 quilômetros de Campo Grande. Dois comerciantes que não tiveram as identidades divulgadas foram presos.

A ação foi realizada na sexta-feira, mas divulgada oficialmente no site da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul apenas nesta segunda-feira. Conforme a nota, juntamente com as demais forças de segurança, a delegada Marianne Cristine de Souza acompanhou o trabalho da vigilância sanitária que apreendeu carne bovina, suína, de frango e peixes em diversos estabelecimentos.

Os produtos eram comercializados irregularmente, ou seja, sem comprovação de origem, bem como com prazo de validade expirado. Um dos comércios, inclusive, vendia sem autorização combustível em galões plásticos. Em todos os locais onde foram encontradas irregularidades foram aplicadas sanções administrativas. Duas pessoas foram presas e encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil.

Mais notícias