Ocorrências de estelionato aumentam e polícia alerta para golpes de fim de ano

Polícia registrou aumento de golpes e listou dicas

Com 10 ocorrências registradas do crime de estelionato em Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande, a Polícia Civil alerta para golpes no final do ano, que é quando os trabalhadores recebem o décimo terceiro salário e há grande circulação de dinheiro no comércio.

A Polícia Civil constatou aumento significativo dos golpes nesse período, identificou as características comuns nos crimes de estelionato praticados na cidade e listou dicas para os consumidores, também para os empresários.

Os golpistas, de acordo com a lista da polícia, miram empresários, correspondentes bancários, comerciantes de veículos, pessoas públicas e pessoas interessadas em adquirir ou vender bens (telefones, empréstimos, automóveis, motocicletas etc) por meio das redes sociais. Na maior parte dos golpes, o estelionatário consegue acesso às informações privilegiadas de seus alvos.

Dicas

Compras on-line: Na aquisição de bens ou valores (empréstimo), a polícia recomenda:

– Dê preferência pela contratação de empresas já conhecidas e seguras;

– Evite pesquisas que remetem a empresas desconhecidas;

– Cheque o vendedor em sites de consulta, antes da contratação;

– Desconfie de produtos (bens e serviços) muito abaixo do valor de mercado e em condições facilitadas;

– Confira atentamente se os dados do beneficiário dos pagamentos por meio de depósito ou boleto bancário coincidem com os do vendedor, antes de confirmar a operação.

Vendas on-line

– Evite repassar informações pessoais privilegiadas nos anúncios;

– Desconfie de contatos, supostamente realizados pela empresa responsável pela venda on line. Muitos são os golpes nos quais o estelionatário se passa por funcionário da empresa que realizou o anúncio para obter informações privilegiadas que viabilizam inclusive a invasão de aplicativos como WhatsApp.

– Correspondentes bancários: Recomenda-se estrita observância aos protocolos de segurança. Desconfie de qualquer comportamento que fuja da rotina e proceda à uma averiguação minuciosa, antes de realizar a operação.

– Redes sociais: Tenha extrema cautela nas publicações em redes sociais. Muitas expõe informações íntimas e privilegiadas que são fundamentais para o golpista.

Dê preferência para contratações presenciais e se assegure de cumprir todas as formalidades legais (ex. Transferência veicular, escritura etc).

No caso de qualquer situação suspeita, o indicado é procurar a polícia antes de avançar na negociação.

Mais notícias