Mulher degolada pode ter sido vítima de tribunal do crime do PCC

Corpo foi encontrado na manhã de sábado

Maria Aparecida Vanderlei, de 33 anos, encontrada morta na manhã de sábado (14), pode ter sido vítima de . O corpo da vítima foi encontrado degolado, em uma estrada vicinal no Assentamento Teijin, região de Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande.

Conforme as investigações policiais, Maria era usuária de drogas e estaria devendo para a facção criminosa, possivelmente (Primeiro Comando da Capital). A morte dela teria sido encomendada por um detento e o autor do crime seria uma pessoa de outra cidade.

“A morte dela já estava decretada pelo grupo criminoso há meses” disse uma fonte policial ao Jornal da Nova. Maria teria sido morta em um , forma como membros do fazem um julgamento com desafetos ou pessoas que estão devendo para a facção.

O caso segue em investigação, tratado como homicídio qualificado.

Mulher degolada pode ter sido vítima de tribunal do crime do PCC
Mais notícias