Motorista que matou irmãos e deixou mãe ferida é transferido para presídio em MS

Motorista deverá responder por duplo homicídio doloso, lesão corporal e dirigir sem habilitação

O motorista e traficante que atropelou e matou Higor Silva Barbosa, de 10 anos e a irmã dele Helloá Glésia Gonçalves, de 20 anos, foi transferido para o Estabelecimento Penal Masculino de Nova Andradina, distante a 297 quilômetros de Campo Grande. O rapaz de 25 anos passou por exame de corpo de delito nesta segunda (30).

A Polícia Civil de Nova Andradina ainda deve ouvir testemunhas para finalizar o inquérito e encaminhar ao Poder Judiciário. O caso foi registrado como tráfico de drogas e o motorista ainda responderá por duplo homicídio doloso, lesão corporal e dirigir sem habilitação.

A mãe das crianças, que é professora, foi socorrida em estado grave e de acordo com o Hospital Regional Francisco Dantas Maniçoba, ela passou por cirurgia em uma das pernas e não corre risco de morrer. O estado de saúde dela é considerado estável.

De acordo com o Jornal da Nova, perícia foi feita no Kia Cerato, que tem placas de Vitória da Conquista, na Bahia, e tabletes que totalizaram cerca de 160 quilos de maconha foram apreendidos. O motorista do carro foi preso em flagrante na noite de sábado e encaminhado para a delegacia da cidade.

O acidente

A perseguição teve início, segundo informações iniciais, quando o condutor do Kia furou uma barreira policial na rodovia BR-267. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) fazia a perseguição ao veículo suspeito que após ter atropelado a mãe e os dois filhos, colidiu em uma carreta. O motorista ficou preso dentro do carro e por pouco não foi linchado por moradores da região.

A família foi atropelada enquanto estava no canteiro central da rodovia. Eles estariam a caminho da rodoviária.

Motorista que matou irmãos e deixou mãe ferida é transferido para presídio em MS
Mais notícias