Menina de 3 anos jogada de cabeça no chão por estranho segue em estado grave

Está internada na CTI da Santa Casa de Campo Grande

Após ser violentamente jogada de cabeça no chão na manhã de quarta-feira (11), menina de 3 anos segue internada em estado gravíssimo na Santa Casa. Ela foi socorrida após ter sido agredida por um desconhecido, um homem de 34 anos, em uma rua das Moreninhas.

Segundo informações da assessoria da Santa Casa, a menina está sedada e intubada no CTI (Centro de Terapia Intensiva) pediátrico, sem previsão de passar por procedimento cirúrgico. Ela sofreu traumatismo craniano e deu entrada na unidade ainda na manhã de quarta-feira, por volta das 11h30.

Agressão

A mãe de 31 anos andava pela Rua Baobá com a criança, que estava no carrinho de bebê. O suspeito chegou repentinamente, pegou a criança e bateu a cabeça dela no chão. A mãe relatou que não conhece o suspeito e nunca o viu antes.

O suspeito foi agredido e detido por populares que presenciaram o crime. Ele foi preso pela GCM (Guarda Civil Municipal), foi atendido em uma unidade de saúde e depois foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Ação de interdição

“Sabemos que ele é interditado, mas iremos investigar se a interdição ainda é válida”, destacou a delegada Marília de Brito, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente). O homem foi autuado em flagrante e nesta quinta-feira (12) passa pela audiência de custódia.

Uma pessoa interditada é declarada incapaz para os atos da vida civil, sendo nomeado um curador para auxiliá-lo. Para ser declarada incapaz a pessoa deve ter dificuldade para compreender as consequências de suas ações e decisões, por algum transtorno mental, dependência química, doença neurológica e outros, o que será devidamente atestado por perícia médica.

Mais notícias