Matou ex-marido esfaqueado no peito para se defender de ser estuprada

Ela disse que estava arrependida e que não tinha intenção de matar ex-marido

Brígida Vasque presa neste domingo (3) por matar a facadas o ex-marido de 42 anos, Ruberlei Silva Fernandes em uma aldeia na cidade de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, disse em depoimento que estava tentando se defender de ser estuprada por ele.

Ela contou que estava na casa de uma prima, quando o ex-marido chegou por volta do meio dia, eles passaram a ingerir bebidas alcóolicas todos juntos, sendo que momentos depois Ruberlei teria tentado agarrar Brígida, que se desvencilhou.

Quando no ex-marido tentou novamente agarrá-la para manter relações sexuais, Brígida que estava com uma faca desferiu um golpe no peito de Ruberlei, segundo o site Dourados News. A autora foi detida por outros moradores até a chegada da polícia, que a levou para a delegacia.

Na delegacia, Brígida negou que teria a intenção de matar o ex-marido, e que na verdade estava tentando se defender de ser estuprada por ele. Ela disse estar arrependida do crime.

Mais notícias