Mãe de criança estuprada chegou a dizer para os vizinhos pararem com abusos

Os três teriam abusado do menino de 8 anos várias vezes

Os três jovens acusados pela Polícia Civil de estuprarem uma criança de 8 anos já teriam sido advertidos pela mãe da vítima, mas não pararam de cometer o crime. O caso foi denunciado em junho, investigado, relatado e agora está a cargo da Justiça.

Desde meados de março os irmãos de 20, 17 e 12 anos iniciaram os estupros contra o menino de 8 anos. Segundo a delegada que investigou o caso, Anne Karine Trevizan da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), os três chegavam a cometer os abusos contra a criança juntos.

O menino denunciou o caso primeiro para a mãe, que o levou ao hospital e ainda advertiu os vizinhos, dizendo para eles se afastarem da criança. Mesmo assim os estupros continuaram, até o dia em que o menino de 8 anos fez a denúncia na escola, que acionou o Conselho Tutelar. Ele foi encaminhado para a delegacia em junho deste ano, onde revelou o caso.

Os irmãos foram ouvidos posteriormente e negaram os estupros, mas exames de corpo de delito constataram os abusos. A delegada indiciou o rapaz de 20 anos por estupro de vulnerável e os adolescentes, que cometeram ato infracional equivalente a estupro ainda tiveram o caso encaminhado para a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).

Mais notícias