Mãe confessa que matou bebê e inocenta padrasto preso pelo crime em MS

Marido havia mentido para acobertar esposa

O caso da bebê Emanuelly de 1 ano e 2 meses que a polícia estava investigando, e que tinha como o padrasto de 21 anos, suspeito pela morte da menina, teve uma reviravolta, já que a mãe confessou ter assassinado a filha. O caso abalou a cidade de Costa Rica – a 384 quilômetros de Campo Grande.

O padrasto da menina foi preso no dia 21 de abril depois de confessar ter matado a enteada. A mãe da bebê, que era moradora de Costa Rica, estava atualmente morando em Santa Rita do Araguaia. Inicialmente, o casal disse que a menina havia sofrido uma queda, logo após a desconfiança o padrasto havia assumido ter matado a enteada.

Mas, segundo o site MS Todo Dia, a mãe de Emanuelly acabou confessando o crime dizendo ter jogado a filha contra a parede várias vezes. A bebê foi jogada contra a parede pelo menos quatro vezes sofrendo traumatismo craniano. A mulher não contou o por que teria agredido a filha.

O padrasto inicialmente acusado pelo crime teria acobertado a esposa por achar que ela estava grávida. A mulher será indiciada por lesão corporal seguida de morte e o marido dela por acusação falsa.

 

Mais notícias