Justiça concede liberdade para homem que usava funcional falsa do Exército

Passou por audiência de custódia nesta terça-feira

Após passar por audiência de custódia nesta terça-feira (13), o rapaz de 26 anos preso com uma funcional falsa de 3º sargento do Exército teve sua prisão em flagrante convertida em liberdade provisória mediante a cumprimento de medidas cautelares.

Conforme o juiz Alexandre Correa Leite, a liberdade foi concedida, porém o rapaz terá que cumprir algumas medidas cautelares de comparecimento mensal em juízo, proibição de frequentar bares e afins, e de ausentar-se da comarca.

Em seu depoimento ele contou que serviu o quartel em 2012 e lá dentro um colega ofereceu a funcional falsa, e desde então, ele a usa normalmente. No dia de sua prisão, o rapaz estava saindo para um encontro em uma lanchonete quando foi abordado.

Ele foi abordado na última segunda-feira (12), quando diria uma Toyota Hilux em alta velocidade. No início ele disse aos militares que era tenente da Polícia Militar, mas ao ser questionado sobre a data em que passou pela academia, ele não soube explicar e então resolveu apresentar a funcional falsa.

Devido as contradições, os policiais desconfiaram de que o documento fosse falso. Ele confessou que um amigo confeccionou o documento, mas não disse quem era a pessoa. O rapaz foi levado para a delegacia e autuado por uso de documento falso.

Mais notícias