Justiça arbitra fiança de R$ 998 a médico veterinário preso com arma em casa

Ainda deve permanecer preso devido a mandado de prisão de Santa Catarina

A Justiça arbitrou fiança no valor de R$ 998 para o médico veterinário preso com armamento em sua residência, no bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande. Mas, ele deve continuar preso devido a mandado de prisão expedido pela Justiça de Santa Catarina.

O médico veterinário foi preso nesta quarta-feira (10), em cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisão temporária expedidos pela Justiça de Chapecó, em Santa Catarina. Ele é suspeito de transportar drogas para o estado catarinense.

Quando os policiais chegaram a casa do veterinário encontraram 17 munições de três calibres diferentes, além de três armas e uma garrucha calibre 45, que estava em cima do guarda-roupas do quarto do filho.

Ele contou aos policiais que o revólver era herança de seu avô, e que as outras armas foram dadas a ele por um funcionário de uma fazenda. O médico veterinário disse que está em Campo Grande desde o ano de 2010, e que nunca teve envolvimento com tráfico de drogas, sendo apenas, usuário de maconha.

O médico veterinário é investigado por transportar drogas de Mato Grosso do Sul até Chapecó, em Santa Catarina, mas ele negou as acusações.

Mais notícias