Jovem é preso após tentar invadir casa e arremessar faca contra guarda municipal

Há três anos, rapaz esteve envolvido na condenação de PM's por abordagem 'exagerada'

Um rapaz de 18 anos, que há três anos levou policiais militares a condenação devido a abordagem considerada ‘exagerada’ durante flagrante pelo crime de tráfico de drogas, foi flagrado tentando invadir uma residência no Jardim Imá, em Campo Grande, durante a madrugada deste sábado (13).

A casa em que o autor estava tentando invadir seria da mãe de um guarda municipal, que ao receber o telefonema da vítima pediu reforços para colegas de farda. Ao chegar no local, o guarda encontrou o rapaz transtornado dizendo que “não tinha nada a perder” e acabou sendo atacado. Para se proteger, o agente de segurança entrou em um carro. Em seguida, o autor arremessou a faca contra o vidro traseiro do veículo, quebrando-o.

Quando os colegas do guarda municipal chegaram, o rapaz havia fugido, mas acabou sendo encontrado tentando invadir outra casa pulando o muro. Quando foi abordado, outra faca foi encontrada com o autor, que foi levado para a delegacia.

Abordagem ‘exagerada’

Em janeiro de 2016, três policiais militares, lotados no 1º Batalhão da Polícia Militar de Campo Grande, foram presos em flagrante após abordagem a um adolescente, de 15 anos, no dia 19 de janeiro durante flagrante de tráfico de drogas. Na época, o garoto tinha passagens por furto e lesão corporal.

No dia 19 de janeiro, uma viatura da PM fazia rondas quando abordou dois rapazes em uma motocicleta, em atitude suspeita. O passageiro, um garoto de aproximadamente 15 anos, que já tinha passagens, desceu do veículo enquanto o piloto da moto fugiu.  Na abordagem, os policiais teriam levado o jovem até um local ermo e tentado obrigar o adolescente a revelar o paradeiro do comparsa. O garoto teria afirmado a Corregedoria da Polícia Militar, que sofreu agressões por três dos quatro militares que estavam na viatura, sendo pressionado a dizer o endereço do rapaz que pilotava a motocicleta.

O garoto então passou o endereço da própria casa, foi colocado na viatura e levado ao local, uma residência no Jardim Imá, região oeste da Capital. Na época, os policiais negaram a ação, mas acabaram presos também por conta do depoimento da vítima e de testemunhas.

Condenação

Três militares que estavam envolvidos na abordagem ‘exagerada’ ao garoto foram condenados em 2017 a 6 meses de detenção em regime aberto. Eles foram condenados a prestarem serviços comunitários. Estes mesmos militares também teriam se envolvido em uma outra abordagem, onde um jovem de 20 anos teria dito ter sido agredido também durante um flagrante de tráfico de drogas.

Mais notícias