Idosa de 90 anos ligou e pediu socorro à neta após ser estuprada em casa

Suspeito de cometer o crime foi assassinado dois dias depois

Na manhã de domingo (10), idosa de 90 anos foi vítima de estupro em Bela Vista, cidade que fica distante 324 quilômetros de Campo Grande. Dois dias após o caso, um possível suspeito de ter cometido o crime, Estácio Ramão Macedo de 53 anos, foi atropelado e assassinado a golpes de facão quando andava de bicicleta pela cidade.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, no domingo uma neta da idosa que não mora em Bela Vista recebeu ligação da vítima contando sobre o estupro, então ligou para a irmã dela que mora na cidade. Ela disse para a irmã ir até a casa da avó para ver o que tinha acontecido.

Quando a neta chegou na casa, encontrou a idosa sentada em uma cadeira, nua e com o celular nas mãos, com várias lesões pelo corpo. Imediatamente ela socorreu a vítima e a levou ao hospital e informou o caso à polícia. Segundo relatado pela idosa, um homem moreno, que usava boné, entrou na casa da vítima.

A senhora de 90 anos foi obrigada a ir até o quarto, onde foi estuprada. Ela chegou a dizer que o homem “fez o que queria”. A vítima permaneceu internada no hospital e foi confirmado o estupro. Na casa foram encontrados um óculos de sol que seria do autor do crime e também uma sacola com um pedaço de concreto.

Perseguição e homicídio

Na noite de terça-feira (12), Estácio, conhecido como Nambu, andava de bicicleta pela Rua Alcebíades Bobadilha da Cunha quando dois rapazes em um Gol branco bateram o veículo na traseira da bicicleta. Segundo uma testemunha, neste momento Estácio caiu no chão e os ocupantes do carro desceram.

Os suspeitos seriam dois jovens e um deles portava um facão. Foram dados vários golpes em Nambu, que ainda correu por 50 metros e foi perseguido, levando mais golpes. Ele morreu antes da chegada do socorro e da Polícia Militar. Polícia Civil e Perícia também foram acionadas e o caso foi registrado como homicídio simples e segue em investigação.

Apesar da suspeita do estupro, ainda não há confirmação de que Estácio seja o autor do crime.

Mais notícias