Homem divulga pescaria nas redes sociais e acaba multado em R$ 34 mil

Ao todo, foram capturados 100 exemplares de pacu, número acima do permitido

Homem de 42 anos morador em Bela Vista, a 324 quilômetros de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai, foi multado em R$ 34 mil por pescar em torno de 100 peixes da espécie Pacu. O resultado da pescaria foi divulgado em vídeo nas redes, meio pelo qual a PMA (Polícia Militar Ambiental) conseguiu identificá-lo, localizá-lo e autuá-lo por pesca predatória. Outros três homens aparecem nas imagens.

Segundo nota, analisando a publicação, a PMA conseguiu descobrir onde foi realizada a pescaria e identificou o chefe do grupo. Para verificação do ato de pesca predatória, a equipe considerou o peso médio de 2 quilos por exemplar de peixe capturado, obtendo um total de 200 quilos de pescado, portanto, acima da cota permitida que é de 5 quilos mais um exemplar e cinco piranhas por pescador. 

Em resumo, os quatro pescadores poderiam ter matado no máximo 28 quilos daquela espécie de pescado, o que daria pelos cálculos utilizados apenas 14 exemplares. Diante dos fatos, foi confeccionado um auto de infração, contra o infrator, sendo arbitrada multa de R$ 34 mil. 

Os outros pescadores serão localizados e autuados também no mesmo valor. Os autuados responderão também por crime ambiental de pesca predatória. Se condenados pelo crime ambiental poderão pegar pena de um a três anos de detenção.

Mais notícias