Helicóptero faz pouso em fazenda de MS e polícia suspeita de tráfico de drogas

Piloto foi levado para a delegacia

No fim da tarde de quarta-feira (11) um piloto de 42 anos foi encaminhado para a delegacia de Ribas do Rio Pardo, cidade distante 97 quilômetros de Campo Grande, após fazer o pouso de uma aeronave em uma fazenda da cidade. Há suspeita que o helicóptero seria utilizado para tráfico de drogas.

O delegado Bruno Santacatharina, titular da delegacia do município, contou ao Midiamax que populares acionaram a polícia assim que perceberam a aeronave pousar na fazenda. “O piloto não tinha plano de voo e nem autorização para realizar esse voo ou mesmo pousar na propriedade privada”, disse.

(Foto: 90FM)

Ainda conforme a autoridade, assim que receberam a denúncia os policiais foram ao local e conseguiram deter o piloto. As documentações do helicóptero e do piloto estavam irregulares e um outro homem também foi conduzido para a delegacia sob suspeita que buscaria o piloto e o levaria a outro local.

A polícia continua com as investigações e Perícia de Campo Grande foi até o local para analisar a aeronave. Até o momento a informação é de que a aeronave seria utilizada para fins de tráfico de drogas. “Não podemos afirmar com certeza, mas a suspeita é de que a aeronave seguiria com outras pessoas até uma fazenda no Estado onde fariam um carregamento de drogas”, afirmou o delegado Bruno.

A suspeita é de que seria feito o carregamento com cocaína. A polícia segue investigando o caso que até o momento é tratado como expor a perigo aeronave própria, mas pode evoluir para tráfico de drogas e associação para o tráfico. Em caso raro e primeira ocorrência registrada em Ribas do Rio Pardo, o helicóptero PT-YEZ foi apreendido.

Mais notícias