GCM atendeu 365 casos de violência doméstica e acompanhou 5,2 mil medidas protetivas

Dados foram divulgados em dezembro

A Guarda Civil Metropolitana divulgou resultado das ações desempenhadas durante o ano de 2019. De acordo com os dados divulgados, em um ano 1.363 Guardas civis metropolitanos receberam treinamento. A Guarda atendeu 365 casos urgentes de violência doméstica e a Patrulha Maria da Penha fez o acompanhamento de 5.266 medidas protetivas.

Ainda conforme os dados, foram realizadas 184.561 rondas de patrulhamento ostensivo preventivo, incluindo bens e áreas públicas, 9 terminais de transbordo, rodoviária, aeroporto e 470 próprios municipais (95 escolas, 103 escolas de educação infantil, 104 unidades de saúde e 168 próprios públicos diversos).

Foram 6.628 atendimentos de chamados, com 618 boletins de ocorrências gerados. 4.033 pessoas foram abordadas, sendo 713 geraram detenção. Com relação as prisões, a Guarda cumpriu 46 mandados de prisão, sendo 19 de evadidos do sistema prisional.

Denúncias recebidas foram 1.734, atendimentos a prédios públicos foram 72.120. A Guarda Civil Metropolitana também recuperou 65 veículos, atendeu 85 acidentes, removeu 325 veículos, abordou 2.973 em blitze e expediu 28.954 notificações de trânsito.

Também nesse ano, foram realizadas 598 ocorrências de fiscalização pela Patrulha Ambiental que atua no combate a alguns crimes ambientais como invasões em áreas públicas, poluição sonora, funcionamento e segurança dos estabelecimentos comerciais e venda de bebidas alcoólicas.

Mais notícias