Funcionário preso por se masturbar em loja de brinquedos é liberado

Foi liberado provisoriamente em audiência

Preso em flagrante na tarde de terça-feira (10) após ser flagrado se masturbando em uma loja de brinquedos no Centro de Campo Grande, homem de 34 anos teve liberdade provisória concedida. Ele é funcionário do estabelecimento e responderá por importunação sexual.

Em audiência de custódia nesta quinta-feira (12), a prisão em flagrante foi convertida em liberdade provisória. No depoimento, o estoquista que trabalha na loja desde junho deste ano negou os fatos e disse que não tinha visto a cliente que o acusou. Ele ainda contou que ficou no estabelecimento aguardando a chegada da polícia porque sabia que não tinha feito nada errado.

Já a vítima disse que estava na loja e foi até a prateleira onde estavam os brinquedos, pois compraria para entregar às crianças que enviaram cartinhas ao Papai Noel. Quando passou pelo suspeito ele estava agachado e ela percebeu que com uma das mãos ele fazia movimentos como se estivesse se tocando.

Quando a vítima se aproximou, viu ele colocando o órgão genital para dentro da calça, que estava com zíper e botão abertos. Ela chamou o gerente, que acionou a Polícia Militar e o homem foi levado preso em flagrante para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Autuado por importunação sexual, o acusado já tem contra ele uma denúncia por ato obsceno.

Funcionário preso por se masturbar em loja de brinquedos é liberado
Mais notícias