Fazendeiro é multado por deixar pelo menos 23 cabeças de gado morrerem de fome

Além da multa, vai responder pelo crime ambiental de maus-tratos a animais

Fazendeiro paulista de 48 anos foi multado em R$ 64 mil pela PMA (Polícia Militar Ambiental) neste sábado (19), por abandonar gado sem pastagem e deixar os animais morrerem de fome, em propriedade localizada na zona rural de Cassilândia, a 430 quilômetros de Campo Grande.

Segundo nota, após denúncia, os policiais foram ao local e constataram que a pastagem estava totalmente degradada, em grande parte apresentando somente a terra nua sem gramínea, motivo pelo qual o gado não conseguia mais tirar alimento. Todos os animais estavam extremamente debilitados, alguns não conseguiam mais se levantar e outros mortos.

Segundo o funcionário da fazenda, ele havia enterrado 23 reses encontradas mortas pela desnutrição. A PMA verificou que o proprietário colocou algum feno para o gado, mas em quantidade e periodicidade inferior ao necessário. 

A Polícia Militar Ambiental apreendeu os animais e acionou a Iagro (Agência Sanitária Animal e Vegetal) para as providências cabíveis. Além de multado, o fazendeiro também responderá por crime ambiental de maus-tratos, com pena de três meses a um ano de detenção.

 

Mais notícias