Faca usada para matar jovem na frente de bebê estava torta por causa da violência dos golpes

Joice era proibida de fazer as unhas ou arrumar o cabelo por causa do ciúmes excessivo do marido

A faca usada para matar Joice dos Santos Sampaio Magalhães, de 28 anos assassinada no dia 21 de maio de 2018, no bairro Itamaracá, em Campo Grande, foi encontrada torta pelos policiais que atenderam a ocorrência no dia, o que indicava que a violência dos golpes desferidos contra a vítima foi de extrema brutalidade.

O celular de Joice também teria sido encontrado embaixo de seu braço, o que indicava que ela havia a pouco conversado com sua mãe que teria ligado para falar sobre o outro filho que a vítima tinha de um relacionamento anterior, e que Douglas tinha ciúmes do garoto, e inclusive, já havia agredido a criança. Acredita-se que a discussão entre o casal tenha começado por causa dessa ligação.

A mãe e irmã de Joice contaram em depoimento na época, que a vítima era proibida de fazer as unhas e os cabelos em salão por causa dos ciúmes excessivos de Douglas. A acusação tenta pelo agravamento da pena do réu, que já foi condenado a 22 anos de prisão. O argumento usado é que a bebê de 1 ano teria presenciado o crime, mas a defesa do vigilante nega afirmando que a criança estava dormindo quando a mãe foi assassinada com oito facadas pelo marido.

Douglas contou no julgamento que havia muitas brigas entre o casal por causa da divergência ideológica entre eles, mas como não aceitava a separação continuou insistindo no relacionamento, já que amava Joice. Ele ainda falou que a vítima já teria por três vezes tentado o suicídio.

Ele disse que foi tomado por uma ira ao matar a facadas a esposa após uma discussão entre o casal. “Me lembro de pouca coisa do dia, como as agressões e as facadas contra a Joice”, disse o vigilante, que afirmou que a discussão teria sido começada pela vítima.

Faca usada para matar jovem na frente de bebê estava torta por causa da violência dos golpes
Douglas disse que não aceitava separação por amar Joice (Marcos Ermínio, Midiamax)

Relembre o crime

Uma vizinha contou à polícia que por volta das 13 horas do dia 18 de maio, o homem bateu em sua porta e pediu para que ela salvasse a bebê. Em seguida, ele caiu desacordado. “Eu estava em casa assistindo televisão, ele bateu na minha porta todo ensanguentado e pediu para que eu pegasse a criança”, disse.

Na casa, a vizinha encontrou a filha do casal engatinhando próximo à porta de saída. No chão, policiais encontraram uma faca de aproximadamente 20 centímetros com marcas de sangue. A gaveta do armário da cozinha onde facas eram guardadas também estava aberta. A suspeita é de que, durante uma briga, marido e mulher tenham se agredido. Vizinhos disseram que os jovens moravam no local desde o fim do ano passado e que nunca ouviram brigas entre eles.

Faca usada para matar jovem na frente de bebê estava torta por causa da violência dos golpes
Mais notícias