Executado a tiros na fronteira já tinha sido alvo de atentado de pistoleiros

A polícia irá investigar a fazenda onde ‘Polaco’ trabalhava

Pedro Porfírio Pereira Palacios, de 47 anos, conhecido como ‘Polaco’ já havia sido alvo de um atentado antes de ser executado nesta quarta-feira (13), na cidade paraguaia de Capitán Bado, na fronteira com Coronel Sapucaia, a 380 quilômetros de Campo Grande.

‘Polaco’ estava sentado em frente à sua casa quando os pistoleiros chegaram em uma motocicleta e fizeram vários disparos de pistola 9mm. A vítima ainda tentou correr, mas acabou caindo dentro da residência já sem vida. Os autores fugiram e não se sabe quem seriam e a motivação, que é investigada pela polícia.

Informações passadas para o site Porã News, são de que a fazenda onde ‘Polaco’ trabalhava será investigada e nenhuma linha de investigação é descartada, inclusive, de envolvimento com o narcotráfico.

Mais notícias