Empresário da área de saúde e esposa morreram em queda de avião em Campo Grande

Aeronave teria caído por causa da neblina

O empresário  e médico dono do laboratório Ultramedical, em Campo Grande, Pedro Arnaldo Montemor dos Santos e sua esposa Silvana Maria Pizzo morreram em um acidente de avião, na manhã desta quarta-feira (15). O avião teria explodido com a queda.

O casal estava a caminho da fazenda de sua propriedade, no Pantanal. Eles teriam decolado logo cedo, mas por causa da neblina Pedro teria tentado voltar e não conseguiu chegar ao aeroporto Santa Maria caindo a 140 metros da pista.

Com a queda, o avião de prefixo PT-BHF explodiu e as vítimas acabaram carbonizadas e a aeronave de propriedade do empresário destruída.  O piloto Antônio Barbosa Nogueira disse ao Jornal Midiamax, que viu quando o avião decolou do aeroporto, mas piloto teria tentado voltar ao ver que não tinha como prosseguir com a viagem, já que a neblina estava intensa.

Dentro do avião estava o casal, que tinha como destino o Pantanal. Moradores próximos ao aeroporto contam ter ouvido um estrondo, da queda do avião e fumaça em seguida. “Escutei um barulho de disparo de hélice”, disse Antônio.

Nota de pesar:

É com muito pesar que a Ultramedical comunica o falecimento de um dos sócios do Centro de Diagnósticos, Dr. Pedro Arnaldo dos Santos, de 67 anos. 

Ele estava junto com a esposa Silvana Maria Pizzo Crem dos Santos, de 65 anos, na aeronave que caiu na manhã desta quarta-feira (15), logo após a decolagem, no Aeroporto Santa Maria, em Campo Grande. Os dois faleceram na hora.

Dr. Pedro era ginecologista, apaixonado pela profissão, e era sócio da Ultramedical desde 1994. Ele era natural de Birigui, interior de SP e também foi diretor clínico da Santa Casa de Campo Grande. O casal deixa três filhas e netos.

A diretoria, sócios e colaboradores da Ultramedical se solidarizam com a família e lamentam muito pela perda.

Foto: Minamar Júnior
Mais notícias