Emboscada: polícia já tem suspeito para assassinato de pedreiro no Noroeste

Foi morto a facadas por suspeito que fugiu a pé

A polícia acredita que a morte de Arlindo Nogueira Fernandes teria sido armada, uma emboscada, na manhã desta sexta-feira (16), no Jardim Noroeste, em Campo Grande. A vítima foi esfaqueada próximo ao pescoço e nem chegou a ser socorrida.

O delegado da 3º Delegacia de Polícia Civil, Carlos Eduardo Trevelin, disse que já tem um suspeito para o assassinato e que durante o dia as investigações devem avançar, mas que ainda não sabe o que teria motivado o crime.

Arlindo foi surpreendido pelo suspeito quando estava indo de bicicleta para o trabalho, onde faz serviços de pedreiro em uma construção. Um amigo da vítima que chegou ao local disse não saber de nenhum tipo de ameaça contra ele. A ex-mulher de Arlindo contou ao Jornal Midiamax, que ele era uma pessoa tranquila e bom pai, e que não sabe o que teria motivado o assassinato.

Populares que chamaram o Corpo de Bombeiros e depois a polícia teriam dito aos militares, que um homem que estava a pé teria falado antes de esfaquear Arlindo, “Hoje você vai morrer”. Ele fugiu em seguida e a polícia procura por ele.

Mais notícias