Em ação conjunta, policiais apreendem 700 mil maços de cigarros ilegais

Cigarros estavam distribuídos em dois caminhões

Ação conjunta da PF (Polícia Federal) e PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Água Clara, distante a 192 quilômetros de Campo Grande, nessa quinta-feira (2), resultou na apreensão de 700 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai que estavam distribuídos em duas carretas e na prisão de três pessoas.

Conforme informações policiais, durante fiscalização no km 141 da BR-262 em Água Clara, foi abordado um Fiat Strada com placas de Governador Valadares (MG), tendo como motorista um homem de 28 anos e como passageira sua esposa de 20.

Devido ao nervosismo do casal, os policiais acabaram desconfiando que eles estariam fazendo o serviço de batedor. Há alguns quilômetros do posto policial, outra equipe localizou um caminhão Volvo tracionado com semirreboques com placas de Chapadão do Sul (MS), conduzido por um homem de 41 anos.

O segundo caminhão, um V4 Scania com placas de Goiânia (GO), acoplado a um semirreboque com placas de São Gabriel do Oeste, tinha como motorista um homem de 27 anos.

Aos policiais, os condutores dos caminhões confessaram estar carregando cigarros contrabandeados do Paraguai. A apreensão totalizou 700 mil maços, sendo 400 mil em uma das carretas e 300 mil na outra.

O motorista da Strada confessou ser o batedor. Ele também revelou que saiu de Maracaju e iria até Três Lagoas, onde receberia R$ 2 mil pelo serviço. Os três homens e a mulher foram presos e encaminhados, juntamente com os veículos e as cargas, para a Delegacia de Polícia Federal em Campo Grande.

Mais notícias