Dona de prostíbulo e traficantes são presos na ‘Operação Nêmesis’ em MS

A Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo,cidade a 97 quilômetros de Campo Grande, junto com outras polícias, prenderam cinco pessoas na “Operação Nêmesis” nesta quinta-feira (25),

A ação aconteceu em conjunto com o Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), Derf (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos), Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), Homicídios, Goi (Grupo de Operações e Investigações) 5º DP, Choque e S.I.G. (Setor de Investigações Gerais) de Água Clara nesta quinta-feira (25).

De acordo com a polícia, a operação foi realizada para combater o tráfico de drogas. Foram cumpridos mandados de busca em várias residências. A primeira pessoa presa foi uma mulher de 25 anos, apontada como dona de uma “boca de fumo” onde foi encontrada uma considerável quantidade de “crack”, além de grande quantia em dinheiro. Ela irá vai responder por tráfico de drogas.

Um homem de 27 anos, segundo preso, também apontado como dono de uma “biqueira”. Sandro, nome em que ele é conhecido na cidade, foi surpreendido com significativa quantidade de cocaína, além de dinheiro trocado. Ele também irá responder por tráfico de drogas.

A terceira pessoa detida foi outra mulher, de 35 anos que, segundo a polícia, mantinha ilegalmente uma casa de prostituição e compactuava com a exploração sexual em seu estabelecimento.

Além disso, no local, foram encontradas diversas munições de propriedade de sua sócia. Ela irá responder pelo crime de Casa de Prostituição, previsto no art. 229 do Código Penal, e a sócia irá responder pelo crime de posse irregular de munições de uso permitido.

A quarta pessoa presa, estava evadida do sistema prisional, sendo que os policiais civis a capturaram e deram cumprimento ao mandado de prisão contra ela expedido.

Por fim, uma jovem de 24 anos, que portava drogas para consumo pessoal foi detida. Ela foi liberada ao final do procedimento e irá responder em liberdade.

Ainda de acordo com a polícia, a operação recebeu o nome de “Nêmesis”, que significa Deusa da vingança, retaliação ao inimigo, no sentido de combate com fervor o tráfico de drogas e dar resposta efetiva a ações de organizações criminosas.

Dona de prostíbulo e traficantes são presos na ‘Operação Nêmesis’ em MS
Mais notícias