Dois integrantes do PCC são presos acusados de decapitar rapaz de facção rival

Foram presos em casa

A polícia da cidade de Corumbá – a 444 quilômetros de Campo Grande prendeu neste domingo (19) dois dos quatro acusados de decapitar em fevereiro deste ano, Gerson Surubi Arteaga, 24 anos. Os integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) foram presos em casa.

Foram presos Crisivano Castedo de Souza, conhecido como ‘Véio’ e Douglas da Silva Oliveira de 26 anos, o ‘Maverick’. Quando a polícia chegou ao local, um rapaz teria feito um sinal para que a dupla fugisse, mas eles acabaram presos em seguida. Duas mulheres foram levadas para a delegacia acusadas de darem cobertura a ‘Véio’ e ‘Maverick’, segundo o site Diário Corumbaense.

Todos eram integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e teriam assassinado Gerson que era do CV (Comando Vermelho) em uma disputa de território. O assassinato foi filmado e nas imagens, Gerson aparece sentado em umas pedras com as mãos amarradas e a boca amordaçada. Os autores usam facas e facões, fazem gestos para a câmera ameaçando a vítima. Mais de uma pessoa grava a decapitação.

O corpo foi localizado por um homem que catava lenha, em uma área de vegetação, afastado de residências da cidade, na manhã do dia 2 de fevereiro. No mesmo dia, familiares fizeram o reconhecimento da vítima.

 

Mais notícias