Do presídio, PCC ordenou execução de rival do Comando Vermelho na frente da mãe

Quatro suspeitos foram presos pela PM com revólver e faca

A Polícia Militar prendeu em Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande, quatro suspeitos da execução de Anderson Martins dos Reis, de 34 anos, ocorrida na noite de quarta-feira (12), em Itaporã. A suspeita é de que o crime tenha sido ordenado pelo PCC (Primeiro Comando da Capital), de dentro da PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

De acordo com a PM, a motivação seria o fato de vítima estar ligada à facção rival do CV (Comando Vermelho). Com o grupo foi apreendido um revólver e uma faca usados no assassinato. Anderson estava sentado na frente de casa, quando por volta das 22 horas o grupo se aproximou e atirou quatro vezes. A mãe dele estava no local e presenciou toda a ação.

Anderson correu para dentro da residência, se escondeu no banheiro e gritou para que a mãe trancasse as portas. No entanto, os executores arrombaram o local e foram até o banheiro, onde o atacaram com mais tiros e facadas. O homem morreu no local. Em seguida, o bando fugiu em um veículo Celta, sentido rodovia MS-156, acesso a Dourados.

A Polícia Militar foi informada e passou a monitorar a rodovia. Os PMs viram o veículo se aproximando e fizeram acompanhamento até a Rua Palmeiras, onde houve a abordagem. Além dos quatro presos, a Polícia Civil não descarta envolvimento de pelo menos outros três, que seriam supostamente os presos da PED que ordenaram a execução.

Mais notícias