Assassino não suportou ver ex-namorada feliz no aniversário, diz delegado

Rapaz cortou pescoço da ex no dia do aniversário dela

Frio e cruel. É assim que o delegado Alexandro Mendes de Araújo define a postura de Michael Martins Dourado, de 24 anos, preso por suspeita de assassinar a ex-namorada Kelly Cristina Rodrigues de Souza, na noite de sábado, enquanto ela comemorava seu aniversário de 20 anos. O crime aconteceu no Centro de Eventos Ramez Tebet, no município de Costa Rica, a 384 quilômetros de Campo Grande.

Responsável pelo inquérito, o delegado explica que Michael ficou calado durante depoimento. “Nós o entrevistamos informalmente e ele demonstrou grande frieza, sem nenhum arrependimento. Não demonstrou qualquer remorso”, disse Alexandro. A polícia acredita que o suspeito agiu por não aceitar o fim do relacionamento. “Ele também se incomodou ao ver o bem-estar da vítima”.

Conforme noticiado, Kelly comemorava seu aniversário com amigos e familiares no centro de eventos, quando Michael chegou ao local e ambos tiveram uma discussão. O homem chegou a quebrar o celular da vítima. Em seguida, eles foram para um local afastado das demais pessoas, onde Michael a golpeou com um canivete. A vítima não caiu e ele a acertou novamente, desta vez no pescoço. Por fim, com ela no chão, ele cortou mais uma vez o pescoço dela.

Michael foi preso em flagrante pela Polícia Militar minutos após o crime. A Polícia Civil representou pela prisão preventiva. O pedido será analisado durante audiência de custódia que acontece nesta tarde,no Fórum de Costa Rica. De acordo com Alexandro, a tendência é de que o judiciário converta a prisão em flagrante em preventiva. “Esse assassino frio e cruel não é apto ao convívio social”.

Mais notícias