Covardia: marido planejou e matou empresária na frente da filha em pizzaria

Comprou revólver no dia do crime e pagou R$ 2.800

Em depoimento depois de ser preso, na noite desta terça-feira (18), em Aral Moreira – a 371 quilômetros de Campo Grande – Jair Varlei Schwantes de 39 anos disse que matou a esposa Andreia Pereira Schwante a tiros depois de ter a sua honra e masculinidade ofendidas por ela. A filha do casal estava na pizzaria no momento do assassinato.

Ele tentou fugir depois do crime, mas acabou preso. Andreia, que estava grávida, foi assassinada com quatro tiros dentro da pizzaria que o casal mantinha na cidade. Jair disse que ele teria mantido um caso extraconjugal com Andreia por volta do ano de 2001, mas que colocaram um fim no relacionamento, mesmo depois da vítima ter engravidado dele.

Quatro anos depois se reencontraram e reataram o relacionamento. Os dois se casaram, sendo que Jair disse que no começo a relação era boa, mas com o tempo os dois passaram a se ofender. Segundo ele, Andréia passou a ofender a masculinidade dele.

Sendo que nesta terça-feira (18) ele passou o dia ingerindo bebidas alcoólicas e teria ido até o Paraguai para comprar mantimentos para a pizzaria aproveitando para comprar um revólver por R$ 2.800. Para a polícia, o crime foi premeditado.

Quando chegou a pizzaria, o casal começou a discutir e Jair disse que neste momento ficou ‘cego’ de raiva e desferiu os tiros contra a esposa. A filha do casal, de 7 anos, estava na pizzaria no momento do crime. Ele se disse arrependido do assassinato.

 

 

 

 

Mais notícias