Corpos de trabalhadores mortos em fazenda são levados para Guia Lopes

Vítimas eram de Guia Lopes e estavam a trabalho em fazenda de Corumbá

O corpo de Pedro Carlos Aquino, 45 anos, Jocemar Gonçalves dos Santos, 36 anos e João Estevão Cáceres de 50 anos já foram levados para a cidade de Guia Lopes da Laguna, a 234 quilômetros de Campo Grande. Eles trabalhavam na Fazenda Coqueiro em Corumbá e foram mortos a tiros na tarde deste domingo (13).

O suspeito seria conhecido pelo apelido de ‘Corumbá’ e ainda não foi localizado pela polícia, que investiga um latrocínio. “Na sexta-feira, o arrendatário da área trouxe dois mil reais para pagar o pessoal. O assassino pode ter matado para roubar. Ele fugiu em um Fiat Strada, de cor branca, que estava na fazenda”, contou uma testemunha ao Diário Corumbaense.

De acordo com as informações, o suspeito ‘Corumbá’ estaria trabalhando em outra fazenda. Ele teria procurado serviço na Fazenda Coqueiro e estava na região há cerca de duas semanas.

O triplo homicídio aconteceu entre 13h e 14h deste domingo. “Um corpo estava na sede, outro entre duas casas e a terceira pessoa estava dormindo quando foi executada. O Vinícius, mesmo ferido, conseguiu escapar do assassino e pediu ajuda”, descreveu a testemunha. Um veículo foi encontrado incendiado na noite de ontem, na rua Ceará, trecho do anel viário, parte alta de Corumbá.

Vinícius Schumacher de Lima, 27 anos, também estava na Fazenda Coqueiro e foi baleado. Ele recebeu atendimento emergencial no pronto-socorro de Corumbá e depois foi internado na Santa Casa. O quadro clínico é estável.

Todas as vítimas eram da cidade de Guia Lopes e estavam a trabalho na fazenda. Dois dos trabalhadores foram baleados na cabeça e o terceiro foi atingido por dois disparos no peito.

Mais notícias