Conhecido como ‘Corumbá’ é preso na fronteira acusado de triplo homicídio

Crime ocorreu em fazenda de MS

Um homem conhecido pelo apelido de ‘Corumbá’ foi preso por ser o principal suspeito do triplo homicídio ocorrido na Fazenda Coqueiro, na cidade de Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande. Nesta manhã, o dono da fazenda também foi levado para a delegacia por porte ilegal de arma de fogo e a polícia apura se ele tem participação no crime, que aconteceu no último domingo (13).

De acordo com as informações da polícia, ‘Corumbá’ foi localizado na manhã desta terça-feira (15) na área que faz divisa com o país vizinho, a Bolívia. As buscas ao suspeito foram feitas pela Polícia Civil e Militar.

O triplo homicídio aconteceu entre 13h e 14h deste domingo. “Um corpo estava na sede, outro entre duas casas e a terceira pessoa estava dormindo quando foi executada. O Vinícius, mesmo ferido, conseguiu escapar do assassino e pediu ajuda”, descreveu a testemunha. Um veículo usado na fuga do suspeito foi encontrado incendiado horas depois ao crime, na parte alta de Corumbá.

Vinícius Schumacher de Lima, 27 anos, também estava na Fazenda Coqueiro e foi baleado. Ele recebeu atendimento emergencial no pronto-socorro e depois foi internado na Santa Casa. O quadro clínico é estável.

As vítimas fatais do crime foram identificadas como: Pedro Carlos Aquino, 45 anos, Jocemar Gonçalves dos Santos, 36 anos e João Estevão Cáceres de 50 anos. Os corpos foram levados para a cidade de Guia Lopes da Laguna, a 234 quilômetros de Campo Grande. Todas as vítimas eram de Guia Lopes e estavam a trabalho na fazenda. Dois dos trabalhadores foram baleados na cabeça e o terceiro foi atingido por dois tiros no peito.

Mais notícias