Condenados a 16 anos jovens que torturaram homem em árvore

Motivo de crime seria por dívida financeira

Foram condenados a 16 anos de prisão, Henrique Lopes de Lima, 21 anos e Geovane Henrique Ferreira de Almeida, 20 anos, acusados de participação no assassinato de Heddy Flabbyo Alcade de 36 anos de idade. O rapaz foi pendurado em uma árvore e passou por uma sessão de tortura na cidade de Paranaíba, a 407 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu em agosto de 2017.

Quatro pessoas participaram do crime. James Henrique Cícero de Oliveira e Ueder Ferreira Barbosa foram julgados em fevereiro deste ano e as penas dos dois somam pouco mais de 41 anos. James e Ueder chamaram Henrique Lopes e Geovanne para participar do homicídio, sendo que prometeram pagar R$ 3 mil pela participação.

A dupla recorreu em fevereiro para não ir a júri popular, sendo julgada nesta quarta. Eles foram condenados por homicídio cometido mediante paga ou promessa, por motivo torpe, com emprego de asfixia e tortura, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Sequestro e morte

Heddy foi sequestrado por quatro homens no dia 6 de agosto de 2017 em Paranaíba. O corpo da vítima foi localizado pendurado em uma árvore. Ele estava amarrado e teria sido morto com pauladas, pedradas e chutes.

Os quatro acusados de cometer o crime foram presos em flagrante. O motivo do assassinato seria uma dívida financeira, porém na época dos fatos a família acreditava em uma vingança, já que um dos acusados já teve um relacionamento com a irmã da vítima.

 

Condenados a 16 anos jovens que torturaram homem em árvore
Mais notícias