Com 122 casos até abril, MS é estado com mais estupros de crianças no Brasil

Governo do Estado lançou campanha Maio Laranja, de conscientização contra o abuso e exploração sexual de jovens

Líder no ranking nacional de casos registrados de estupros de crianças e adolescentes, Mato Grosso do Sul teve 122 casos com vítimas nesta faixa etária, de 1º de janeiro até 10 de abril de 2019, segundo dados da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).

Neste período, a DPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) registrou 141 crimes, sendo nove tentativas de estupro, 10 violências doméstica, além dos 122 estupros. Denúncias podem ser feitas pelos telefones Disque 100 e 190 (Polícia Militar).

“É um dado alarmante, que preocupa. Mas, ao mesmo tempo, mostra que as instituições estão funcionando e que isso está sendo apurado e coibido”, comentou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

O chefe do Executivo estadual participou, na manhã desta sexta-feira (10), do lançamento da campanha Maio Laranja, de conscientização contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

Reinaldo afirmou que o Governo do Estado tem atuado em conjunto com organizações da sociedade civil organizada para “despertar” o conhecimento e o hábito da denúncia. “Levando para dentro das escolas, trabalhando material pedagógico, para a criança entender que abuso não é algo normal”, discursou.

Conscientização e prevenção

Durante o mês de maio serão promovidas atividades para conscientização, prevenção e orientação sobre as formas de abusos contra crianças e adolescentes. Os objetivos da campanha são: dar publicidade para que se denuncie a violência e orientar os jovens sobre o que é abuso, como prevenir e denunciar este tipo de crime.

Serão realizadas diversas ações em todo o Estado, como palestras e capacitações nas escolas, voltadas para os profissionais de educação, pré-adolescentes e adolescentes; distribuição de material publicitário em prédios públicos, avenidas, igrejas, escolas e etc; será disponibilizado conteúdo digital com linguagem apropriada para crianças pequenas, adolescentes e vídeo-aula para qualquer adulto que tenha interesse em adquirir conhecimento e defender a causa.

Proteção

Especialistas indicam que se atentar ao comportamento da criança e do adolescente é a melhor forma para identificar abusos. Baixa auto-estima; dificuldade de aprendizado; agressividade; sentimento de medo e culpa; e comportamentos regredidos e erotizados são indícios de algo está errado. Denúncias podem ser feitas pelos telefones Disque 100 e 190 (Polícia Militar).

Em Mato Grosso do Sul, a execução da campanha Maio Laranja foi proposta pelo deputado estadual Herculano Borges (SD) e pela idealizadora do Projeto Nova, que trabalha com sobreviventes do abuso e exploração sexual, Viviane Vaz. A iniciativa virou projeto de lei que foi sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja em dezembro de 2017.

Governador Reinaldo Azambuja, durante lançamento da campanha Maio Laranja. (Foto: Marcos Ermínio)

*Com assessoria do Governo do Estado

Mais notícias