Cinco são presos em Operação Halloween deflagrada pela Polícia Civil

29 mandados são cumpridos em cinco cidades do Estado

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (31), na cidade de Três Lagoas a 338 quilômetros de Campo Grande, a Operação Halloween para esclarecer o assassinato de Érica Rodrigues Ribeiro, 29 anos, encontrada morta na cidade de Três Lagoas com 40 facadas, vítima do chamado ‘tribunal do crime’ do PCC (Primeiro Comando da Capital).

São cumpridos 29 mandados, sendo 19 de prisão e 10 de busca e apreensão, nas cidades de Bataguassu, Nova Andradina, Água Clara, Três Lagoas e Campo Grande, além da cidade paulista de Tupi. Até o momento cinco pessoas foram presas.

Um homem e duas mulheres foram presos em Três Lagoas e outras duas pessoas na cidade de Água Clara. Os mandados seriam para membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), segundo o site Rádio Caçula.

Érica Rodrigues Ribeiro, 29 anos, foi encontrada morta na cidade de Três Lagoas, assassinada com 40 facadas, vítima do chamado ‘tribunal do crime’. O corpo da jovem foi encontrado na Cascalhadeira, às margens do rio Sucuriú, no dia 3 de setembro.

Na época, quatro acusados pelo crime foram detidos e tiveram as prisões decretadas pela 1ª Vara Criminal local. Entre os presos estavam uma mulher de 31 anos e dois homens, ambos de 22 anos de idade. No dia 8 de setembro, no interior paulista Adelice Aparecida Queiroz Honorato de 42 anos, conhecida como ‘Viúva Negra’, acusada do assassinato de Erica foi presa.

O assassinato de Erica teria sido motivado por vingança da quadrilha. Os integrantes da facção estiveram na casa da vítima na noite anterior ao crime, em um carro branco, conversaram com Érica, que foi colocada à força dentro do veículo e levada para o local onde foi morta.

Mais notícias