Casal de Londrina é preso suspeito de agredir filho que foi adotado em MS

Casal adotou a criança há cerca de dois meses em Corumbá

Um casal foi preso neste domingo (8) em Londrina, acusado de agredir o filho de nove anos de idade. A criança está internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Pediátrica do Hospital Evangélico da cidade e o estado de saúde é considerado grave. O casal adotou a criança há cerca de dois meses em Corumbá, a 444 quilômetros de Campo Grande.

Uma enfermeira do hospital em que a criança foi atendida desconfiou das marcas de agressão e acionou o Conselho Tutelar, que confirmou as marcas de mordidas e hematomas pelo corpo. A Polícia Militar foi acionada e o casal foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil.

Durante depoimento os pais, que tinham a guarda desde o dia 18 de outubro, relataram que bateram para corrigir e não tinham a intenção de machucar. Eles foram autuados por homicídio na forma tentada e .

No depoimento o casal afirmou que não mediu a força e que as agressões aconteceram quando a criança estava se debatendo, se jogando no chão para não ser disciplinada. No outro dia, o casal contou que conversou com o filho sobre o ocorrido no dia anterior, e que passaram um dia normal, até a criança começar a passar mal.

O menino é natural de Ladário e estava em um abrigo de Corumbá, onde foi adotado pelo casal no dia 18 de outubro deste ano.

Casal de Londrina é preso suspeito de agredir filho que foi adotado em MS
Mais notícias