Caminhoneiro é condenado por acidente com vítima fatal na MS-276

Um caminhoneiro que se envolveu em um acidente com vítima fatal recorreu mas foi condenado a dois anos de prisão em regime aberto. O condutor do caminhão se envolveu em um acidente com vítima fatal na MS-276 no dia 22 de fevereiro do ano passado em Deodápolis, cidade a 263 quilômetros de Campo Grande.

O comerciante de Deodápolis, José Alves da Silva, conhecido como Zé Coqueiro, morreu após o caminhão bater contra seu carro. A colisão aconteceu entre os distritos de Indápolis e Lagoa Bonita.

De acordo com a acusação, o caminhoneiro transitava a 110 km/h quando o máximo é de 80 km/h na via. Ainda de acordo com a acusação, o caminhoneiro invadiu a pista contrária e colidido com o carro de José Alves.

Zé Coqueiro dirigia um VW Voyage e, com o impacto, o carro foi parar em um barranco. O comerciante ficou preso às ferragens e morreu no local, publicou o site MS News

A defesa pediu a absolvição por falta de provas, mas para o relator do processo, desembargador Geraldo de Almeida Santiago, “não há que se falar em insuficiência probatória”. “Restou devidamente comprovada a imprudência do apelante, que dirigia em velocidade acima da permitida para o local, logo, houve uma violação do dever de cuidado objetivo e não tem como ser caso de absolvição”, completou.

Os outros desembargadores seguiram o voto do relator e a 1ª Câmara Criminal manteve a condenação por unanimidade.

Mais notícias