Cafarnaum: operação investiga venda de peças de carro roubadas em Campo Grande

Polícia apreendeu 15 motores com suspeita de adulteração

A Polícia Civil investiga a venda de peças de carro roubadas em lojas de autopeças de Campo Grande e realizou nesta terça-feira (10) a ‘Operação Cafarnaum’. Três gerentes de lojas da Capital foram levados até a Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos) para prestar esclarecimentos nesta manhã.

A ação foi desencadeada após denúncia recebida há cerca de um mês. A delegada Aline Sinot, da Defurv, explicou que, além de ferros-velhos, foram feitas fiscalizações em empresas de autopeças localizadas na Vila Piratininga e Progresso, na Capital.

Gerentes foram levados a delegacia (Foto: Divulgação)

A polícia apreendeu 15 motores de veículos de diversas marcas com suspeita de adulteração. Todos passarão por perícia.

Ainda, durante a ação desta terça, três gerentes das autopeças foram encaminhados à Defurv para esclarecimentos. Eles podem responder por adulteração de sinal identificador, bem como receptação qualificada, caso comprovado o crime.

Além da suspeita de peças adulteradas, em algumas das empresas foram encontradas irregularidades em alvarás de funcionamento e na situação empregatícia dos funcionários.

A Deops (Delegacia Especializada de Ordem Política e Social) notificou os estabelecimentos para regularização dos alvarás. As irregularidades trabalhistas foram comunicadas ao Ministério Público do Trabalho. Conforme a polícia, ‘Carfanaum’ refere-se ao tumulto de vários objetos guardados.

Mais notícias