Aviões que operavam clandestinamente como táxis aéreos em MS são apreendidos

Presidente de aeroclube foi autuado

Quatro aeronaves utilizadas clandestinamente para serviço de táxi aéreo remunerado foram apreendidas em Aquidauana, cidade a 143 quilômetros da Capital, na segunda-feira (23). A ação da Polícia Civil ainda autuou o presidente do aeroclube após constatar várias irregularidades.

Equipes da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) estiveram no aeroclube do município, onde ocorreu a operação de repressão aos crimes de estelionato, falsidade ideológica, falsificação de documento, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. As infrações eram cometidas por meio da operação clandestina dos táxis aéreos.

Durante a ação, com a presença de perito criminal de Campo Grande, além de agentes da Delegacia Regional e 1ª Delegacia de Aquidauana e servidores da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a polícia constatou vários crimes contra a segurança de voo, além de comercialização ilegal de combustível aeronáutico e enriquecimento ilícito por meio de crimes contra a ordem tributária e crime ambiental.

Conforme o site O Pantaneiro, as quatro aeronaves que eram utilizadas para o serviço remunerado e clandestino de táxi aéreo foram apreendidas com várias irregularidades. O presidente do aeroclube foi autuado em flagrante e encaminhado para a delegacia, onde foi arbitrada fiança.

Mais notícias