Assassinada com 40 facadas, mulher foi vítima do ‘tribunal do crime’

Foi assassinada a mando de organização criminosa e polícia já prendeu 4 suspeitos

Érica Rodrigues Ribeiro, 29 anos, encontrada morta na cidade de Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, foi assassinada com 40 facadas, vítima do chamado ‘tribunal do crime’, conforme os levantamentos da Polícia Civil. O corpo da jovem foi localizado na manhã desta terça-feira (3) na Cascalhadeira, às margens do rio Sucuriú.

De acordo com os delegados Roberto Guimarães, da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Três Lagoas e Ailton Pereira de Freitas, titular do SIG (Setor de Investigações Gerais), quatro acusados pelo crime foram detidos e tiveram as prisões decretadas pela 1ª Vara Criminal local.

Entre os presos estão uma mulher de 31 anos e dois homens, ambos de 22 anos de idade. Uma quarta pessoa não foi identificada. Os suspeitos – que negam as acusações – foram localizados na manhã desta quarta-feira (4) durante uma ação conjunta entre policiais do SIG e da 1ª DP de Três Lagoas.

Conforme os delegados do caso, os quatro que estiveram na casa da vítima na noite anterior ao crime, em um carro branco, conversaram com Érica, que foi colocada à força dentro do veículo e levada para o local onde foi morta. Os criminosos ainda teriam ameaçado de morte a mãe da vítima, uma agente funerária de 61 anos, que tentou impedir o sequestro da filha.

A Polícia Civil trabalha com três linhas de investigação e acredita que a vítima foi executada à mando de uma organização criminosa. O inquérito policial tramitará na 1ª DP de Três Lagoas e as diligências prosseguem para identificar outros envolvidos e esclarecer a motivação do crime.

Mais notícias