Rapaz baleado pelo pai descobre que teve casa invadida pelo irmão

Jovem contou que invasor instalou uma empresa dentro do imóvel

Estudante de arquitetura de 28 anos que foi baleado pelo pai, no dia 22 do mês passado, procurou a Delegacia Civil na manhã deste sábado (20) para informar que teve a casa invadida pelo pai e o irmão, no Centro, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, o jovem foi morar com a mãe quando recebeu alta do hospital, em 13 de julho. Na última sexta-feira (19), ele foi até a casa onde morava, mas não conseguiu entrar no imóvel porque a fechadura havia sido trocada.

O rapaz contou aos policiais que seu irmão e o pai são os responsáveis pela invasão. O estudante também afirmou que a empresa do irmão está instalada e funcionando no imóvel.

O caso

O pai é o suspeito de ter baleado o filho no dia 22 de junho no bairro Monte Líbano, em Campo Grande. A vítima foi atingida com um tiro no tórax.

Na época, o estudante disse ao Jornal Midiamax que teria ido até o local para cobrar uma dívida de aluguel, quando acabou sofrendo o atentado pelo próprio pai. Em data anterior, a vítima já havia registrado boletim de ocorrência contra o autor por ameaça.

No dia 11 de junho, o jovem procurou a delegacia, onde relatou que tinha uma relação conturbada com o pai e que o mesmo o teria ameaçado por telefone dizendo: “Se você aparecer aqui vou te encher de bala”. O imóvel em questão, conforme consta no registro policial, pertence aos dois.

Ainda conforme informações do boletim de ocorrência, o jovem foi expulso da casa pelo seu pai e desde então não podia mais ficar lá e estaria desabrigado. Ele relata ainda no boletim de ocorrência, que o pai possuía arma de fogo e, inclusive, andava armado.

 

Mais notícias