Após divulgação de imagens, outras vítimas reconhecem estuprador

Homem foi preso na manhã desta sexta por abusar de duas garotas

Preso por agredir um bebê e estuprar duas garotas no Jardim Colorado, em Campo Grande, no último dia 5, José Maria Rodrigues Pereira, também conhecido como Faustão, pode ter feito várias outras vítimas. Conforme apurado, desde que a Polícia Civil divulgou fotos dele, enquanto ainda o procurava, outras pessoas procuraram a DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) para relatar mais abusos.

A delegada responsável pelo caso, Francielly Candotti Santana, ouve José na tarde desta sexta-feira (13) e a previsão é de que o interrogatório siga até o início da noite. Por este motivo, as novas vítimas que desejam registrar boletim de ocorrência foram orientadas a procurar a especializada na próxima segunda-feira (16). O homem foi preso nesta manhã, ouvido informalmente e no início da tarde começou a prestar depoimento formal.

Conforme noticiado mais cedo, a delegada informou que José disse que estava sob efeito de drogas quando invadiu a casa das garotas e que só entrou na residência por que estava dando ‘sopa’, com o portão aberto. Ele teria agido de forma violenta ao invadir a casa e cometer os estupros. Além disso, ainda negou que agrediu o bebê de ano, que chorava muito no momento do crime. Exames para vestígios de drogas serão feitos.

As adolescentes, a mãe delas como também a companheira de José a dona da fábrica onde ele trabalhava já foram ouvidas. Ele foi preso quando estava saindo de um posto de combustível, na Avenida Guaicurus. Dois guardas-municipais prenderam José, que tentou dar o nome do irmão para despistá-los. Ele cumpria pena em regime semiaberto, por estupro, roubo e furto e cometeu os abusos em uma das saídas do presídio.

Mais notícias