Antes de confronto, ladrão dos Correios pediu carona armado com pistola

Ele tentava intimidar motoristas para escapar do cerco policial

O homem ainda não identificado que tentou assaltar uma agência dos Correios na manhã desta sexta-feira, no distrito de Anhanduí, a 60 quilômetros de Campo Grande, pediu carona armado com uma pistola calibre nove milímetros. O objetivo era conseguir carona para fugir do local, pois sabia que o cerco policial estava se fechando.

Vários motoristas chegaram a acionar a Polícia Militar informando sobre as ameaças na região. No entanto, como não conseguiu ser transportado, fugiu a pé para uma área de mata fechada, onde ficou escondido até ser localizado e morrer em confronto com a equipe do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da PM, à tarde.

De acordo com o capitão Vinícius de Souza, do Bope, os policiais chegaram a usar um cão farejador nas buscas. Ao ser localizado, o assaltante não obedeceu às ordens e atirou duas vezes de pistola contra os policiais que revidaram. “Ele foi socorrido e levado para o hospital no Distrito. Tentaram reanimá-lo, mas ele não resistiu”, relatou o capitão.

Conforme noticiado, um suspeito armado com pistola e com o rosto coberto por capuz chegou à agência, rendendo funcionários e clientes. Ele anunciou o roubo e pediu acesso ao cofre, no entanto, um funcionário conseguiu pedir socorro. Ao perceber que a polícia se aproximava, o indivíduo desistiu da ação e fugiu a pé. Imagens de câmeras de segurança registraram a presença dele no local.

Mais notícias