Marcada nova audiência de estudante que matou Carolina Albuquerque em acidente

No dia 12 de agosto foram ouvidas 14 testemunhas de acusação

O juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, agendou para o dia 22 de novembro audiência de instrução e julgamento do estudante de medicina João Pedro da Silva Miranda Jorge, réu pela morte da advogada Carolina Albuquerque Machado, em acidente de trânsito ocorrido no dia 2 de novembro de 2017, na Capital.

No procedimento, serão ouvidos além do rapaz, mais duas testemunhas, dentre as quais uma indicada pela defesa e outra pela acusação. No dia 12 de agosto houve a primeira audiência no Fórum, com o depoimento de 14 de testemunhas de acusação, entre elas familiares da advogada e duas amigas que estavam com ela pouco antes do acidente.

No dia 13 de agosto foram ouvidas testemunhas de defesa. Conforme noticiado, a vítima voltava para a casa de madrugada com o filho pequeno, quando foi atingida pela caminhonete do estudante na Avenida Afonso Pena, que trafegava a 115 Km/h. A advogada não resistiu ao impacto e morreu no local, porém, o filho dela escapou sem ferimentos graves.

Mais notícias