Advogado tentará liberdade de PMs presos suspeitos de contrabando

Ele afirma que todo material apreendido foi entregue às autoridades

As apreensões de duas cargas de cigarro contrabandeado e uma de cigarros e agrotóxicos em Sidrolândia, a 60 quilômetros da Capital, teriam dado início às investigações de um esquema de corrupção que resultou na prisão de seis militares na manhã desta quinta-feira (26). A suspeita é de que houve desvio de parte das cargas pelos policiais.

Advogado que representa três dos militares, dois cabos e um sargento, contou ao Jornal Midiamax que acredita na inocência dos policiais e entrará com pedido de liberdade provisória e habeas corpus. Os três estão no prédio da Corregedoria e devem ser encaminhados ao Presídio Militar.

Ainda conforme o advogado, de todos os seis militares presos até o momento, um foi detido em flagrante por posse ilegal de uma arma sem registro. Ele contou que as investigações do suposto caso de corrupção tiveram início após a apreensão de cargas de cigarros contrabandeados e também de agrotóxicos das quais eles participaram ativamente, todas feitas na região de Sidrolândia.

Os três militares representados pelo advogado foram detidos em Sidrolândia mediante mandado de prisão e busca e apreensão e com eles foram apreendidos celulares e com um dos cabos também foi apreendido R$ 4,5 mil. O advogado acredita que o valor foi apreendido por se tratar de notas pequenas, porém a esposa do militar possui dois comércios na cidade e o valor seria de trocos e pagamentos dela.

Até o momento não há informação se todos os mandados já foram cumpridos, ao todo são sete de busca e apreensão e seis de prisão preventiva, sendo cinco em Sidrolândia e um em Campo Grande. A operação é focada em suposto desvio de mercadorias contrabandeadas do Paraguai, além de cigarros.

O advogado dos três militares alegou que em todas as apreensões, as mercadorias foram devidamente entregues às autoridades competentes e nega qualquer desvio do material.

Confira a nota da PM:

A PM relata que não coaduna com nenhum tipo de desvios por parte dos seus policiais militares, procedendo à apuração de todas as possíveis irregularidades de que tem conhecimento, preservando o direito ao contraditório e a ampla defesa, busca promover o respeito às leis e regulamentos e trabalha incansavelmente pela preservação da ordem pública, para o bem da sociedade sul-mato-grossense.

A Polícia Militar ressalta que vem adotando medidas internas ao seu alcance com objetivo de reforçar os valores institucionais que convergem diretamente à observância das leis e consequente melhoria da prestação de seu serviço à sociedade sul-mato-grossense.

Mais notícias