Advogado envolvido em máfia do cigarro que pulou muro e fugiu da PF é procurado

Advogado era intermediário entre fornecedores e compradores, um “braço financeiro” da organização

Um advogado, investigado por envolvimento com a máfia do cigarro em Mato Grosso do Sul, está sendo procurado pela PF (Polícia Federal), desde o dia 9 de abril deste ano, data em que fugiu pelos fundos da residência em Mundo Novo, distante 402 km de Campo Grande.

O advogado fugiu durante a segunda fase da Operação WAR, desencadeada pela PF em Naviraí, com o objetivo de cumprir mandado de prisão preventiva expedido contra ele. Ao perceber a presença policial, o advogado e a esposa, fugiram pelos fundos da residência, quebrando a própria cerca elétrica da casa.

A prisão do advogado foi deferida pela Justiça Federal de Naviraí, após a primeira fase da operação onde, durante análise de um celular apreendido foi apurado que o advogado tinha efetiva participação na organização criminosa. A ação dele não se limitava a prestação de serviços jurídicos, mas sim, atuava como intermediário entre os fornecedores e compradores dos cigarros, como “braço financeiro” da organização.

Além disso, o advogado era o elo para a cobrança de dívidas de terceiros para com a organização criminosa, já que ordenava que “cobradores” fossem atrás de devedores e usassem se necessário, métodos de coação moral e até mesmo física para receber as dívidas do crime organizado.

A Polícia Federal realizou e continua realizando diligências com vistas a localizar o advogado, contudo, até o momento, ele se encontra foragido da justiça. Informações podem ser repassadas para a delegacia de Polícia Federal em Naviraí, pelo telefone (67) 3409.4200.

Mais notícias