Adolescente encontrada morta em mata foi julgada pelo PCC por ser da facção rival

Quatro pessoas foram presas pelo assassinato

Foram presos pelo assassinato da adolescente Danielle Pereira de Magalhães, em uma área de trilha no Loteamento Pantanal, em Corumbá, cidade que fica distante 444 quilômetros de Campo Grande, quatro membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Uma mulher está foragida.

Daniele foi assassinada por fazer parte da facção criminosa rival o CV (Comando Vermelho), segundo informações da Polícia Civil. Foram presos Tuanny dos Santos de 27 anos, André Benites Chimenes conhecido como ‘Já Vai’, Sebastião dos Santos Avelar conhecido como ‘Pele’, Flávio Elias Magalhães conhecido como ‘Flavinho’. Está foragida Ellen Nara Martins Romeiro, conhecida como ‘Dominique’.

Tuanny teria servido de isca e atraído Daniele a uma casa a mando de seu companheiro Flávio para passar por uma ‘radiação’ conhecida como tribunal do crime pelo telefone, quando a adolescente foi sentenciada a morte por fazer parte da facção rival Comando Vermelho.

André, Sebastião e Flávio teriam segurado Daniele e Dominique desferido o golpe de faca no pescoço da garota, que depois foi levada até a área de mata e o corpo desovado depois de ser alvejado com vários tiros nas costas. Tuanny confessou primeiro o crime, depois da mãe da vítima dizer que ela havia sido vista por última com sua filha.

Foi feito o pedido de prisão temporária de todos os detidos e a polícia ainda procura por Dominique, que está foragida.

Mais notícias