Adolescente assassinado no Parati foi morto com mais de 10 tiros

O rapaz colecionava atos infracionais e pode ter sido surpreendido com tiro nas costas

Ademir Felipe Arce de Moura, de 16 anos, foi assassinado na madrugada deste domingo (15) no Bairro Parati, em Campo Grande, foi morto com mais de 10 tiros. O adolescente colecionava atos infracionais pela polícia e teria sido morto por conta de uma rixa.

Conforme o delegado Guilherme Carvalho Rocha, a vítima estava saindo de uma festa na região quando foi surpreendido por um grupo em carro, que se aproximou de Ademir e atirou. A suspeita é que o primeiro tiro tenha sido disparado nas costas e, depois de caído, o adolescente pode ter sido ferido com mais tiros na cabeça e no rosto.

“Como não foram apreendidas capsulas, acreditamos que os autores tenham usado revolveres e que pela quantidade de disparos, mais de um deles atirou”, disse o delegado ao Jornal Midiamax.

O adolescente, que estava com uma pulseira de festa, havia se envolvido em um crime no ano passado. A execução, segundo o delegado, também tem relação com uma rixa antiga de Ademir.

O GOI (Grupo de Operações e Investigações) já teria identificado um dos suspeitos e a polícia também tenta recuperar as imagens das câmeras de segurança que tem em uma loja de materiais de construção.

Ademir tinha passagens na polícia por atos infracionais como lesão corporal, dano qualificado, posse de arma de fogo, tráfico de drogas, tentativa de homicídio, roubo, roubo majorado, direção perigosa e desobediência.

Foto: Henrique Arakaki, Midiamax
Mais notícias